9ª Digressão

Artur Pizarro foto.jpg

Para a sua 9ª Digressão, a Orquestra XXI convidou o pianista Artur Pizarro a interpretar um dos mais emblemáticos concertos para piano e orquestra. O primeiro concerto de Brahms surgiu enquanto o compositor trabalhava na sua primeira sinfonia, e o resultado é uma obra verdadeiramente sinfónica em que o piano e a orquestra convivem em plano igual. Depois desta obra dramática, a Orquestra XXI fecha o programa com a radiante 8ª Sinfonia de Dvořák. 

Inspirado nestas duas obras, o compositor Tiago Cutileiro criou uma instalação sonora que estará presente nas salas por onde a digressão irá passar, complementando este programa com uma experiência auditiva singular.

Nesta digressão, a Orquestra XXI regressa ao palco do Quartel das Artes de Oliveira do Bairro, no dia 31 de Agosto, antes de voltar a pisar o palco da Sala Suggia da Casa da Música no dia 1 de Setembro. Depois, a digressão segue para Lisboa, para o primeiro concerto da Temporada Gulbenkian Música, no dia 2 de Setembro na Fundação Calouste Gulbenkian, antes de terminar no Casino do Estoril no dia 3 de Setembro.

Programa

J. Brahms Concerto para Piano e Orquestra nº 1, Op. 15
A. Dvořák Sinfonia nº 8, Op. 88

Orquestra XXI
Artur Pizarro
 piano
Dinis Sousa direcção musical